terça-feira, 7 de julho de 2009

COMO CHEGAR EM ANGUERA


O Pequeno município de Angüera continuaria sendo mais um ponto invisível no mapa se não fosse pelo fenômeno milagroso que lá tem ocorrido há mais de uma década, as aparições da Bem-aventurada Virgem Maria. Num primeiro momento qualquer pessoa pode pensar: Como pode a MÃE DE DEUS aparecer num lugar como esse? Totalmente desprovido de qualquer conforto material, distante, simples, humilde de tal forma que se não fosse pelas placas indicando o local não haveria nada que identificasse aquela fazenda como território santo.

Ao refletir a respeito da simplicidade de Anguera nos recordamos das primeiras aparições da Virgem em Lourdes na França no século passado, um dos elementos de maior descrença por parte dos "iluminados" noticiaristas e clérigos da época era o fato de como a Mãe da Igreja poderia aparecer a uma jovem semi-analfabeta numa reentrância numa rocha onde bem próximo havia um depósito de lixo. O mesmo se repetiu em Fátima em Portugal em 1917 num lugar que poderíamos bem relacionar com Anguera, uma zona pastoril distante e sem qualquer mérito histórico que fizesse da pequena vila de Fátima um local que merecesse um mínimo de atenção pública.

Segundo a própria Virgem "Deus a enviou àquele lugar para estar com seus filhos e alertar o mundo de grandes perigos". Ao chegar a Anguera percebemos facilmente no ar a presença do amor de Deus, que se manifesta na simplicidade e na paz inspirada por aquela paisagem tipicamente interiorana, em meio àquele silêncio e recolhimento podemos refletir sobre a nossa própria conduta à luz de um Evangelho que acontece diante de nossos olhos naquele lugar, uma prévia do segundo Pentecostes. Estar em Anguera é receber incontáveis graças, é converter-se ou reconverter-se. E é na comunhão com tantos outros peregrinos de todas as classes sociais que percebemos estar verdadeiramente em mais um santuário que Deus presenteou a seus filhos

A ida não é difícil de qualquer parte do país, a cidade mais próxima do local das aparições pouco mais de 30 KM é Feira de Santana, segunda maior cidade do Estado da Bahia e passagem rodoviária obrigatória de qualquer parte Norte/Nordeste do Brasil e a 110 KM de Salvador.

A FAZENDA MALHADA NOVA, local das aparições, muito embora os abnegados esforços na família do Pedro Régis oferece quase nenhum conforto material alem de um conjunto de sanitários, uma cantina e um pequeno dormitório e um pasto que é utilizado como estacionamento para ônibus. Instalações melhores são conseguidas em Feira de Santana onde pode-se conseguir hospedagem em várias pousadas e refeições em diversos bons restaurantes. As aparições acontecem sempre às terças e sábados em torno das 20:30hs, entretanto os momentos de oração e reflexão começam muito mais cedo, em torno das 15:00 horas. Na medida do possível o confidente recebe pessoalmente a todos os peregrinos que por sinal são de todas as idades e classes sociais, advindos de todos os pontos do Brasil e de outras nações, nunca se furtando a oferecer uma palavra de esperança e conforto.

Para quem vai em busca de um encontro com Jesus, não há como voltar de Angüera sem trazer consigo uma experiência de fé inigualável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...